quinta-feira, 26 de maio de 2011

Sobre perda e dor

Hoje eu não estou bem. Todos temos esse dias, certo? Estava me perguntando por que Deus nos fez com capacidade de amar, nos deu pessoas maravilhosas para serem parte da nossa família e um dia precisamos chorar a perda de uma dessas pessoas? As vezes eu queria não amar, para não precisar perder.
Há doze anos atrás eu estava morta por dentro. Fazia apenas alguns dias que minha mãe havia morrido. Ela foi uma das pessoas que eu mais amei em toda a minha vida. Pensamos que com o tempo podemos acostumar sem aquela pessoa, mas é mentira. Aprendemos a viver com a perda, mas nunca deixamos de sentir falta.
Hoje fechei os olhos e por um instante puder ver a face da minha mãe nitidamente, como há muito não conseguia. Com o passar do tempo o rosto da pessoa vai sumindo da sua lembrança, mas hoje eu lembrei do rosto da minha mãe vividamente. A dor pela perda dela me arrebatou por um momento. Perder dói, não importa quanto tempo já passou.
Ah, como eu queria ter um "canal" que eu pudesse desligar e nunca mais sentir dor ou falta. Simplesmente desliga-se aquele canal e para de sentir dor. Pronto, problemas resolvidos! Mas Deus não nos fez assim...
A dor de perder é tão grande que dá medo de amar de novo e correr o risco de perder de novo. A força para recomeçar e amar de novo precisa ser sobrenatural, precisa vir de Deus. Do contrário viveremos isolados para sempre.
Será que eu nunca superarei essa dor? Será que vez ou outra ainda chorarei esse gosto amargo da perda? Creio que sim. Mas amanhã é outro dia. Prosseguirei vivendo e amando, pois foi assim que Deus me fez. Acredito que Ele tenha uma boa razão para nos dar familiares, pessoas amadas e especiais e levá-las de volta para casa nos deixando um pouco mortos por causa da dor. Sim, acredito que Ele tem uma boa razão para tudo isso.
Enquanto isso chorarei e viverei esses momentos de falta com toda a intensidade que me é permitida. Chorarei a falta da minha mãe até o final da minha vida... talvez. E ficarei firme na esperança de poder vê-la novamente um dia. Pois creio que Deus tem uma boa razão. Ele sabe todas as coisas. Meu Pastor sabe o caminho. Salmo 23.