sexta-feira, 1 de junho de 2012

Brincando com a Vida


Domingo à noite estávamos a caminho do aeroporto para buscar um professor para o curso de desenvolvimento comunitário, Tijs, eu, Lu e Rodolpho. Para quem mora aqui em BH e já foi para o aeroporto sabe que é uma via rápida. Os carros já andam em alta velocidade. De repente dois carros passaram por nós quase voando. Fazendo um racha. Passavam entre os carros como se não ligassem para a vida daquelas pessoas que estavam dirigindo cuidadosamente, talvez até com a família dentro do carro. Ficamos impressionados com a velocidade em que esses dois carros estavam e como aquelas pessoas estavam sendo irresponsáveis. Até estávamos conversando sobre isso quando vimos os carros sumirem da nossa vista, subindo uma colina.
Em menos de um minuto passamos por eles novamente, mas dessa vez a situação estava bem diferente. Dois carros destruídos, um deles foi parar longe, por volta de uns 200 metros a frente do outro. Havia um homem caido no asfalto, aparentemente desacordado e o que achamos que fosse uma moto embaixo de um dos carros. Pessoas desesperadas tentando parar carros, falando ao celular, provavelmente chamando a emergência.
Há poucos minutos eles estavam brincando com a vida. Correndo livremente como se nada fosse acontecer a eles ou as outras pessoas naquela estrada. Agora havia um corpo estirado no asfalto e pessoas desesperadas ao redor dele.
Pensamos que por questão de segundos não estávamos no meio daquele acidente. Talvez um de nós poderia ser aquela pessoa no asfalto. Por causa de dois idiotas que acharam divertido brincar com suas próprias vidas e a de outros também. 
Foi a primeira vez que vi um acidente assim tão próximo. Foi um momento muito ruim.
Quando estávamos voltando para casa, a ambulância passou por nós, mas não estava em alta velocidade, tão pouco com a sirene ligada. Das duas uma, a pessoa teria sofrido apenas ferimentos leves ou já tinha morrido... Bem, pelo que vi do acidente a segunda opção é a mais provável.
O que me deixa com raiva é que tem tanta gente lutando pela vida e aparece esse tipo de pessoa, idiota, sem noção nenhuma e acaba com uma vida assim, em segundos.
Somos gratos a Deus por ter nos livrado de estar no meio desse acidente. Espero que esse post seja um alerta. Jamais devemos brincar com a nossa vida e muito menos com a vida de outras pessoas.